Auto Avaliação !

Olá, pessoal estou aqui para fazer minha última postagem nesse blog, estou triste por uma lado pelo fato do P.A projeto de aprendizagem), está acabando, mas feliz porque realizei um ótimo trabalho!

Não foi fácil começar, pois mal sabia qual iria ser a minha primeira postagem. Comecei falando da introdução do medo e assim foi... Mas apesar de ter conseguido me organizar percebi que meu blog não estava tão bom quanto agora, porém decidi que iria mudar de endereço para começar a editar todas as postagens, e assim fiz.

Editei todas as postagens, tirei algumas e no lugar delas coloquei outras bem mais interessantes! Hoje sei que essa mudança foi fundamental para o desenvolvimento da pesquisa.

Não deixar citar que a experiência adquirida no ano anterior, onde também realizei o projeto, foi fundamental para crescer nessa também.

Outro fato também foi que eu tinha que realizar a pesquisa e estudar. No ano passado estava na 7ª serie(8° ano de escolaridade) era mais fácil. Esse ano porque tenho que prestar concursos no final do ano para escola técnicas, porém para passar tenho que estudar. Essa talvez tenha sido a maior dificuldade durante a realização do projeto. Mas felizmente consegui passar por todas as barreiras!

AGRADECIMENTOS:

Em primeiro lugar ao meu orientador o Prof. Raul Motta, obrigado pelo apoio,dicas e paciência também...

A Profª.: Rosemary por sempre está me apoiando, não só a mim mais a todos os participantes do P.A.

Enfim a todos os colaboradores do projeto, obrigado pela oportunidade de poder participar do P.A foi gratificante.

(Mayara Mendes)


Conclusão da pesquisa

Bom,vou resumir aqui toda a minha pesquisa.

O medo é uma reação que interrompe o nosso raciocínio, tal reação ocorre quando nós estamos em momentos de perigo. Porém quando ele é excessivo gera uma doença que é dividida em três grupos. O primeiro é agorafobia, que é quando se tem medo de frequentar lugares públicos, o segundo fobia social é o medo excessivo de ser avaliado ou de ser o foco da atenção dos outros, e o terceiro é fobia especifíca que é o medo de um determinado objeto ou situação. Ah e uma pequena observação as fobias são infinitas.
Se você tiver fobia deve sempre procurar ajuda médica, para poder te orinetar melhor, mas também tem algumas dicas pra você como: sempre enfrentar o seu medo, nunca ficar calado(a)...e muitas outras que você pode conferir aqui mesmo nesse blog.

Você sabia que o medo também pode ser extinto? É isso mesmo, essa pesquisa foi feita apenas em ratos.A extinção do medo envolve a criação de uma resposta condicionada que contrapõe a reação condicionada àquele medo. Apesar dos estudos indicarem a amígdala como a localização das memórias de medo formadas por condicionamento, os cientistas teorizam que as memórias de extinção do medo também se formam na amígdala, mas são transferidas para o córtex pré-frontal medial (mPFC), no qual são armazenadas. A nova memória criada pela extinção do medo se estabelece no córtex pré-frontal medial e tenta cancelar a memória de medo iniciada na amígdala.

A conclusão finla que eu tiro de toda essa pesquisa é que o medo, nada mais serve para nos proteger, só que em exagero gera fobia, que nós já cometamos.

É isso galera vou ficando por aqui
.
Beijoos

Medo...Por que sentimos?

Enfim, a resposta da minha pergunta. Finalmente! :D
Obs:Não é nenhum mistério a resposta dessa pergunta.


Imagine só uma pessoa que não tem medo, ela poderia fazer loucuras, por exemplo se jogar de um prédio de 20 andares, atravessar com o sinal de trânsito aberto, entrar de madrugada no Complexo do alemão ou quando se estivesse tendo tiroteio lá, entre outras loucuras.

O medo nada mais serve para nos proteger, só que vale lembrar que ele excessivo faz mal (qualquer coisa em excesso faz mal né?), ele gera uma doença chamada fobia. Então podemos concluir que nós sentimos medo para nos proteger. Viu não era nada demais =)

Processo de como ocorre o medo

Como começa-> Ele só poderia acontecer em um unico lugar o cérebro! Tudo isso é rápido e inconsiente, ou seja, você não percebe nada.
O primeiro caminho é baixo e rápido e também desordenado, porém o segundo caminho é alto e leva mais tempo, ele também entrega uma participação mais precisa dos eventos. Esses dois processos ocorrem simultaneamente.

De repente você irá começar a pensar dentro de si o seguinte "não arrisque, pois pode ser perigoso". O caminho baixo é do tipo que atira primeiro e pergunta depois, sacou?

Entenda através dessa imagem abaixo o processo.




Quando você ouve algum som , ou vê movimento, o seu lindo cérebro envia esses dados para o tálamo, é isso mesmo tálomo não hipotálomo ele ainda não entrou em cena no caminho "alto". Nesse ponto o tálamo não sabe se os sinais que está recebendo é de perigo ou não. Mas pelo fato de "pode ser", ele resolve encaminhar as informações para a amígdala (que nome estranho). Ela(a amídgala) recebe impulsos neurais e age para te proteger: ela diz ao hipotálomopara inciar a reação de luta ou fuga.

Através da imagem abaixo entenda o processo do caminho alto.



Quando seus olhos e ouvidos captam o som de alguma coisa, els desviam essa informação para o tálamo, que passa essa informção para o córtex sensorial, onde é interpretada em busca de um significado. O córtex sensorial determina que há mais de uma interpretação possível para os dados e os envia ao hipocampo para que ele estabeleça um contexto. Ai o hipocampo faz perguntas do tipo "Eu já vi este estímulo específico antes? Se vi , o que significou naquela vez? O que mais está acontecendo que pode me indicar se isso é um perigo?" O hipocampo pode captar outros dados sendo enviados pelo caminho alto, como ruídos externos, por exemplo. E, levando essas informações ele analisa se há algum perigo ou não. Logo, em seguida ele envia essa informação para a amígdala e ela por sua vez informa oa hipotálomo para desligar a função de luta ou fuga, caso não tenha perigo se tiver a função de luta ou fuga é ligada.




Através dessa imagem entenda o caminho de luta ou fuga:


Se quiser ler o texto de luta ou fuga é só ir no link que aparece abaixo.

Bibliografia: http://pessoas.hsw.uol.com.br/medo.htm

É isso galera, espero que tenham entendido o texto.
Até a próxima postagem!

Relação entre dor e medo =)

Você ai que está lendo essa matéria, já teve medo de sentir dor? Vamos exemplificar. Você está andando de bicicleta pela primeira vez, de repente você cai e se machuca, dependendo de como foi a sua queda você tenha medo de andar de bicicleta, pois não quer se machucar de novo. Por um lado pode ser bom, mas também ruim.

Os motivos que sentimos dor são parecidos com os motivos que sentimos medo. Ou seja, podemos concluir que a dor tem o mesmo objetivo que o medo, protege, mas em excesso pode ser algo mais sério.

A dor origina-se em receptores ou terminações nervosas espalhada pela pele, músculos ou órgãos internos de nosso corpo. Esses receptores transformam os estímulos nociceptivos (táteis, mecânicos ou térmicos) em impulsos nervosos que são transmitidos ao cérebro. Tais sinais acabam trazendo o medo. Vale citar que quando sentimos dor não sentimos nenhum medo. O medo surge a partir de uma associação de estímulos dolorosos com estímulos ambientais que estavam presentes durante a apresentação do estimulo doloroso.

De acordo com estudos feitos o medo suprime a dor momentaneamente, e isso vem sendo investigado por cientista.

A importância biológica da interação entre esses dois sistemas motivacionais sugere que a evolução dotou os mamíferos não apenas de uma capacidade imediata de reação à dor, mas também de sistemas responsáveis pela sua inibição. Entre esses sistemas responsáveis pela inibição da dor, destaca-se o medo. Concerteza, estimulações elétricas dessa região cerebral promovem reações de medo bem como uma analgesia suficiente para viabilizar pequenas cirurgias em animais. O processo é o seguinte:

Neurônios da porção ventral da matéria cinzenta periquedutal projetam-se no núcleo magno da rafe e seguem até os pontos dorsais da medula espinhal, bloqueando naquele ponto os sinais da dor que chegam ao encéfalo. Apesar de neurotransmissores envolvidos nesse processo ainda não tenham sido totalmente descritos, a serotonina (5-HT)

em como substâncias opiáceas como as endorfinas, encefalinas e dinorfinas, estão entre os principais candidatos.



Vocabulário:

Dinorfinas - Uma classe de peptídeos opióides incluindo a dinorfina A, dinorfina B e pequenos fragmentos desses peptídeos. As dinorfinas preferem os receptores kapa-opióides (RECEPTORES KAPA OPIÓIDES) e parecem desempenhar papel de neurotransmissor no sistema nervoso.

Encefalina - As encefalinas são neurotransmissores narcóticos secretados pelo encéfalo. Semelhantes à morfina, elas se ligam a sítios estereoespecíficos de receptores opióides no cérebro (reagindo com os mesmos receptores neurais do cérebro que a heroína), aliviando a dor (mecanismo de analgesia) e produzindo uma sensação de euforia.

Endorfinas - A endorfina é um neurotransmissor, assim como a noradrenalina, a acetilcolina e a dopamina, é uma substância química utilizada pelos neurônios na comunicação do sistema nervoso e também um hormônio, uma substância química que, transportada pelo sangue, faz comunicação com outras células.

Opiáceas (opiáceos) -

Os opiáceos são substâncias derivadas do ópio e, portanto, estão incluídos na classe dos opióides - grupo de fármacosreceptores opióides neuronais. Eles produzem ações de insensibilidade à dor (analgesia) e são usados principalmente na terapia da dor crônica e da dor aguda de alta intensidade. Produzem em doses elevadas euforia, estados hipnóticos e dependência e alguns (morfinaheroína) são usados como droga recreativa de abuso que nos atuam e .

Bibliografia: http://pt.wikipedia.org/wiki/Opi%C3%A1cea

http://www.lookfordiagnosis.com/mesh_info.php?term=Dinorfinas&lang=3

http://pt.wikipedia.org/wiki/Endorfina

http://pt.wikipedia.org/wiki/Encefalina


Até a próxima!



Frases para pensar um pouco...

"O medo faz parte da vida da gente. Algumas pessoas não sabem como enfrentá-lo, outras - acho que estou entre elas - aprendem a conviver com ele e o encaram não como uma coisa negativa, mas como um sentimento de autopreservação." (Ayrton Senna)

"Você ganha forças, coragem e confiança a cada experiência em que você enfrenta o medo. você tem que fazer exatamente aquilo que acha que não consegue." (Eleanor Roosevelt)

"O medo é a maior das doenças, porque paralisa o corpo e a mente."
(Autor desconhecido)

"Onde o medo está presente, a sabedoria não consegue estar."
(Lucius C. Lactantius)


Confiram!

Galera! Vejam essas matérias também. Nos links abaixo:

01-Esse se trata de uma aposentada de 84 anos que perde seu me do voando de asa-delta.
http://g1.globo.com/globoreporter/0,,MUL1284984-16619,00-APOSENTADA+DE+ANOS+VOA+DE+ASADELTA+PARA+SUPERAR+LIMITES.html

02- O segundo é como o estresse transforma o medo em doença.
http://g1.globo.com/globoreporter/0,,MUL1284938-16619,00.html

03- Esse fala sobre fobia social e timidez. Qual dos dois é pior?
http://g1.globo.com/globoreporter/0,,MUL1284987-16619,00.html

04-Aprenda a livrar as crianças a perder o medo do escuro.
http://g1.globo.com/globoreporter/0,,MUL1284988-16619,00.html

05- Mulheres que ficam em pânico por coisas banais.
http://g1.globo.com/globoreporter/0,,MUL1284995-16619,00.html

06-E por fim, como acabar com o medo de aranhas!
http://g1.globo.com/globoreporter/0,,MUL1284990-16619,00.html

Vejam! Vale a pena conferir. Até Breve!

O que o medo faz!

Christiane Acciole tinha tanto medo de dirigir ao ponto de vender o seu próprio carro.

Segundo Christiane, ela diz que tinha medo de agredir alguém, causar um desconforto e ficar tudo em volta de seu carro, pois ela bateu ou atravessou o sinal. Ela tinha habilitação, carro novo o único problema era dirigir. Porém com o tempo sua fobia só piorava, e junto começavam os pesadelos. “Eu sonhava que estava fazendo os trajetos”. “Acelerava, freava, ligava a seta. Eu estava dirigindo”, diz ela. "Hoje em dia só não é uma derrota porque eu não me cobro mais. Eu vendi o carro e comprei um apartamento ao lado do metrô" conta Christiane.

Veja o vídeo de Christiane no link abaixo.




Bibliografia: http://g1.globo.com/globoreporter/0,,MUL1284999-16619,00-MEDO+DE+DIRIGIR+FAZ+CONSULTORA+VENDER+O+CARRO.html


Mais um teste!

Minha pesquisa sobre fobias já acabou mais só agora consegui encontrar esse teste, porém decidi posta-lo no meu blog espero que gostem.


01- Evito fazer coisas ou falar com certas pessoas por medo de ficar envergonhado (a).

02-Evito atividades nas quais sou o centro das atenções.

03-Ficar envergonhado ou parecer bobo são os meus maiores temores.

Valor das respostas:

Nada: 0

Um pouco: 01

Moderadamente: 02

Bastante: 03

Extremamente: 04

Resultado:

Uma contagem igual ou superior a 07 representa provável diagnóstico de fobia social.



Bibliografia: http://g1.globo.com/globoreporter/0,,MUL1285044-16619,00-DESCUBRA+SE+VOCE+E+TIMIDO+OU+TEM+FOBIA+SOCIAL.html

Teste!

Para as respostas do teste basta você apenas responder "sim ou não".

01 – Você tem medo de ter medo?
02 – Você pensa com frequência no que lhe causa medo?
03 – O medo atrapalha suas atividades diárias, no trabalho e na família?
04 – O medo que você sente também provoca sintomas físicos, como taquicardia, transpiração ou tonturas?
05 – O medo provoca em você reações psicológicas como angústia, insônia ou pesadelos?
06 – Você prejudica sua rotina para evitar situações em que possa sentir medo?
07 – Para driblar um medo imaginário você tem reações que podem provocar um risco real?
08 – Você tem algum comportamento estranho para se livrar da simples possibilidade de sentir medo?

Resultado: Se você respondeu sim a uma ou duas perguntas pode ficar calmo(a). De acordo com os especialistas ter um pouco de medo faz bem.
Agora se você respondeu a três ou mais perguntas, atenção! É hora de começar a ver mais de perto essa sensação. Você pode buscar tratamento em hospitais ou então procurar um especialista.


Bibliografia:http://g1.globo.com/globoreporter/0,,MUL1284732-16619,00-TESTE+SEU+MEDO.html


Façam também o teste de fobia social e timidez!

Retorno

Olá pessoal, estive um tempo sem fazer postagens porque estava de férias, porém aproveitei para poder estudar mais para os concursos que irei prestar no final do ano.

Agora já estou começando a entrar na reta final da minha pesquisa, aliás uma hora tem que ter um fim né?

Bom mais pesquisa mesmo só na próxima postagem, que vocês verão em breve!

Beijos!

Morrer literalmente de medo

Olá essa postagem é sobre um tema muito legal à respeito do assunto que pesquiso. De acordo com o link que você visualiza logo abaixo tem a matéria que fala sobre se é possível morrer literalmente de medo. Leiam vale a pena conferir!



http://cienciahoje.uol.com.br/controlPanel/materia/view/3079

Beijos e até a próxima!

Os cachorros sentem "cheiro de medo" ?

É verdade que um cachorro percebe quando alguém está com medo. Mas se falarmos que eles sentem “cheiro de medo” não seria uma afirmação um pouco exagerada?

Segundo a veterinária e terapeuta Rúbia Burnier, o cão age com agressividade diante de alguém não é o cheiro, mas sim a tensão muscular e facial. Caso ele perceba que o individuo está com medo, o animal vê isso com uma ameaça, e reage para poder se defender.

"Quando sentimos medo, nosso organismo entra num estado de estresse que desencadeia reações físicas como o aumento dos batimentos cardíacos e do fluxo sangüíneo do cérebro para os músculos, aceleração da respiração, dilatação das pupilas e aumento da transpiração corporal", diz Rúbia.

Ela afirma ainda que o olfato é a principal ferramenta no processo de comunicação entre os cães, e que, por meio do cheiro contido na região genital e na urina, eles transmite suas características de personalidade e o estado emocional em que se encontra. Por isso que um cachorro cheira uma pessoa, pois ele está procurando pistas, a mesma coisa faria se estivesse diante de outro cachorro.

Bibliografia: http://noticias.terra.com.br/educacao/vocesabia/interna/0,,OI3492187-EI8410,00.html


Até Breve!

Falando sobre a premiação dos blogs

Olá to aqui de novo para falar da premiação dos blogs.

A premiação aconteceu no dia 06/07/09 (sexta-feira). Foi bastante legal os alunos que falaram sobre seus blogs fizeram uma apresentação impecável! Eu não falei sobre o meu, pois estava um pouco tímida. Mas logo em breve terei outra oportunidade para falar. Voltando à festa todos os professores que estavam presentes falaram e se emocionaram com o empenho de todos. Ganhamos brindes! =)

Mas, pra mim o melhor presente foi está tendo a oportunidade de estar participando desse maravilhoso projeto! Agradeço a todos os colaboradores do P.A.

Obrigado por todo apoio que vocês vêm me dando!

Beijos...

(Mayara Mendes)

Gatos- Por que tem medo do banho?

Estava pesquisando postagens para o meu blog e descobri um enigma! Por que os gatos tem medo de tomar banho?
Segundo o que eu li os gatos domésticos que nós conhecemos são descendentes de uma outra espécie de gatos só que selvagens, esses tal gatos vivem numa região conhecida atualmente como Crescente Fértil, que se localiza entre o leste Mediterrâneo e o Iraque.
Esse processo de domesticação de animais começou há mais de 10 mil anos numa época onde o desenvolvimento da agricultura e o da estocagem de grãos era bastante utilizados. Porém esse armazenamento atraía ratos, que também atraía gatos selvagens que tinha o interesse de caçá-los. "Com isso, os seres humanos perceberam que era bom ter os gatos por perto e passaram a tolerar sua presença", diz o Castanho.

Essas espécies de gatos foi perdendo com o tempo algumas de suas caracteristicas e adqurindo outras, o que gerou o gato doméstico. O professor afirma "essas características foram herdadas pelo gato doméstico, que já nasce com medo da água.

Apesar de se ter um conhecimento sobre a origem desse hábito, a ciência ainda não descobriu o motivo exato. De acordo com o professor Castanho não se sabe ao certo que essa aversão é, por exemplo por medo de se afogar ou de sentir frio. A "fuga do banho" não é um hábito entre os felinos. Existem alguns casos como da onça pintada, que nada muito bem e faz isso frequentemente para caçar animais aquáticos, como cágados, jacarés e serpentes.

--> Por que será que os gatos tem medo de tomar banho?



Bibliografia: http://noticias.terra.com.br/educacao/vocesabia/interna/0,,OI3800615-EI8410,00.html